O Produto Interno Bruto (PIB) no conjunto dos países que compõem o G20 cresceu 0,7% entre julho e setembro pelo terceiro trimestre consecutivo, anunciou nesta segunda-feira, 14, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). O Brasil (faltando os dados da Rússia para o terceiro trimestre) voltou a ser protagonista dos piores números de todos os membros, já que seu PIB teve queda de 1,7% entre julho e setembro, quando entre abril e junho já tinha tido uma queda de 2,1%. As mudanças mais relevantes no terceiro trimestre ocorreram na Coreia do Sul – que teve um crescimento de 1,3% no terceiro trimestre contra 0,3% no segundo- e no Canadá – alta de 0,6% após a queda de 0,1%. Além disso, houve uma mudança de sinal no Japão, que teve uma alta de 0,3% após ter retrocedido 0,1% entre abril e junho. A progressão da economia se desacelerou nos principais blocos econômicos: nos Estados Unidos, passou de 1% a 0,5% e na Zona do Euro de 0,4% a 0,3%. Algo similar ocorreu no Reino Unido: de 0,7% a 0,5%. A China seguiu na mesma linha que no trimestre anterior (1,8%).
Em termos anualizados, o PIB no conjunto dos países que compõem o G20 subiu 2,9% no terceiro trimestre, dois décimos a menos que no segundo, precisou a OCDE em comunicado. As altas mais fortes entre o terceiro trimestre de 2014 e o mesmo período de 2015 foram as de Índia (7,1%), China (6,9%) Turquia (5,3%) e Indonésia (4,7%). No extremo oposto, o Brasil sofreu uma queda anualizada de 4,4%, quando até o terceiro trimestre a contração tinha sido de 2,9%.

 

 

 

Fonte: www.ademigo.com.br

Autor
evoimov

Compartilhe

Facebook Twitter Google+ linkedin email Outras Redes