A EBM Desenvolvimento Imobiliário já abriu para o público o decorado do residencial Sidney SmartStyle, localizado no cruzamento das Avenidas E e Jamel Cecílio, no Metropolitan Business & LifeStyle. O empreendimento tem cinco opções de plantas de até 79 m², 293 apartamentos e mall integrado com 18 lojas, que se unirão às mais de 25 operações da primeira fase do Metropolitan, entregue no mês passado. O destaque do decorado fica por conta da funcionalidade aplicada no apartamento de 37 m². O projeto foi desenvolvido para a planta studio de 1 quarto, pelos arquitetos André Brandão e Márcia Varizo. Como o espaço é pequeno, o grande desafio, segundo o arquiteto, é “fazer a vida funcionar”. “Fomos muito felizes no projeto porque a vida pode acontecer em 37 m². Colocamos ali tudo o que uma casa precisa com a ajuda de soluções tecnológicas como armários e divisórias automatizadas”, afirma. A dupla de arquitetos contemplou no projeto sala de estar que se torna sala de TV quando acionado elevador com comando por controle remoto; quarto integrado com sala e mini-escritório, que podem ser separados por meio de divisória; closet, banheiro/lavabo, sala de jantar, cozinha e miniárea de serviço. Para poder ter essa versatilidade, o projeto abusou dos armários: a geladeira está embutida, assim como o forno, o micro-ondas e a área de serviço com tanque e lavadora. “São soluções simples e acessíveis. O maior investimento ficaria por conta da automatização das divisórias e da TV, mas isso não necessariamente precisa ser feito. A intenção é que qualquer pessoa pode ter um apartamento pequeno e funcional sem gastar muito dinheiro”, afirma. O fato de a planta studio ser totalmente integrada facilita a possibilidade de um apartamento pequeno ter tantos ambientes, mas com o cuidado de não parecer que está tudo misturado, explica André Brandão. Os arquitetos também exploraram cores claras, para dar maior amplitude ao apartamento, mas sem deixar a pessoalidade de lado e agregando elementos de cores quentes, especialmente o cobre. “Nossa intenção foi fazer a casa de uma pessoa jovem, viajada. Exploramos o cinza de forma que não parecesse frio, mas jovial e moderno. Também utilizamos papel de parede que imita madeira e cobre em algumas peças da sala de jantar e mobiliário, referências mais quentes, que remetem ao aconchego”, afirma o arquiteto. De acordo com o diretor comercial da EBM, Rodrigo Meirelles, os decorados feitos pela empresa têm o diferencial de possuir o acabamento padrão que será entregue aos futuros clientes como piso, rodapés, janelas e bancadas, entre outros itens.

 

 

 

Fonte: www.ademigo.com.br

Autor
evoimov

Compartilhe

Facebook Twitter Google+ linkedin email Outras Redes