Está no jornal O Globo desta segunda-feira e do domingo, em destaque na pauta política: o presidente nacional do partido e vice-presidente da República, Michel Temer, promete mais poder para atrair partidos e neste contexto siglas da base, como PR, PP e PSD, teriam mais espaço num futuro governo, numa estratégia de aprovar o impeachment da presidente Dilma. Na linha de frente dessa equipe estão ex-ministros, como Eliseu Padilha, e ex-deputados do PMDB, como Sandro Mabel e Geddel Vieira Lima. São oferecidos mais espaços no governo e a garantia de que emendas parlamentares serão incluídas nos programas dos ministérios. O ex-ministro Eliseu Padilha, principal aliado do vice-presidente Michel Temer, afirmou, em entrevista, que a decisão de antecipar a convenção do PMDB será tomada se o governo interferir na disputa pela liderança do partido na Câmara e ajudar Leonardo Picciani (PMDB/Rio) a retomar o posto. “Na base do partido, a diferença é muito grande a favor de sair do governo. A maioria absoluta é pela saída”, disse Padilha.

 

 

 

Fonte: www.ademigo.com.br

Autor
evoimov

Compartilhe

Facebook Twitter Google+ linkedin email Outras Redes